Thursday, May 25, 2006

Tributo ao gato Ramsés


O Blog desta semana presta tributo àquele que será o animal de estimação que de mais perto acompanho nas andanças online: o gato Ramsés que figura na foto que acompanha o post. Espero que a autora não leve a mal o uso não autorizado... Também eu vivi intensamente o drama que se abateu sobre a vida de Ramsés quando engoliu uma agulha http://rainhadecopas.livejournal.com/27245.html#cutid1. Mas fiquei feliz por Ramsés ter sobrevivido a isso e ter voltado aos seus dias de esplendor (que podem ser acompanhados em várias fotografias em que surge sempre cool). Longa vida a Ramsés.

O tributo serviu de pretexto a um plágio mais ou menos assumido do line-up de "Director's cut" dos Fantomas, uma passagem por clássicos de terror ("Carnival of Souls", "The Omen"), escala numa das músicas mais perturbantes de Jarboe (que alguém já revelou não ter coragem de escutar sozinha em casa), um épico noctivago dos Zombi e a estreia na rádio zero de um talento musical que não sei ao certo se devo revelar aqui. Daí que não o faça.

Obrigado a Ramsés e à colaboradora desta semana. (obrigado também a alguém que contribuiu, mas com um atraso que a impediu de marcar presença no batongo)

Sunday, May 14, 2006

san francisco pertence às rainhas: música para uma qualquer feliz e doce namorada das caldas


Após notório desleixo com o Blog que regista as movimentações do programa Batongoville, voltamos em força com um programa inteiramente dedicado à briosa e sempre simpática falange de juventude dessa cidade que é muito mais do que as figuras de barro que a tornam célebre: as Caldas da Rainha. A motivação terá sido essencialmente proporcionar um estilismo musical ao conjunto de franjas femininas vintage que tenho vindo a descobrir a uma cidade que a minha memória trata de confundir com a Nazaré (com a diferença da segunda me lançar em lembranças mais tristes e não ter a mínima presença na minha nostalgia a que é bem querida a recordação de jogos de Spectrum comprados numa tabacaria ao lado de um café das Caldas). Na verdade, surgiu o programa desta semana como uma banda-sonora para a fascinante fotografia que afixo (e cuja publicação me foi autorizada por uma das presentes na tal babes night out que serviu de mote ao Batongo desta semana). Batongo esse que continuará a assumir o mesmo andamento imprevisível e a fazer frente à inércia que é regra nas rádios onde o reggae metro-sexual domina as playlists.

Para a semana há dub e pândega entre primos no Batongoville.